O site reúne informações, comentários sobre a escrita poética de Paula Glenadel, entrevistas, poemas e outros textos seus inéditos.



"A poesia é o fruto de uma gata morta",

propõe Nathalie Quintane em seu texto sobre Adília Lopes na Inimigo rumor n.17
(traduzido por Masé Lemos).

A poesia é fruto da Ofélia, da Trica, e de vários outros seres, mortos de ontem, de amanhã.

É por/para eles que se escreve.

Site Map